PT | EN | LGP

ACESSO GRATUITO | FREE ACCESS

Enquadramento

O IMAGINARIUS – Festival Internacional de Teatro de Rua de Santa Maria da Feira celebra, em 2021, a sua vigésima edição, consolidando o seu posicionamento como o maior evento de artes de rua em Portugal e como festival de referência nas redes internacionais de difusão das artes de rua e circo  contemporâneo. Este posicionamento tem contribuído para o reforço da marca identitária do IMAGINARIUS, assumindo o festival como o primeiro local de contacto e difusão das artes de rua mais aliciantes, atuais e provocadoras.

Duas décadas de festival permitiram experiências únicas que levaram Santa Maria da Feira a moldar as suas estratégias de intervenção no território, estabelecendo uma conexão inequívoca entre a arte e o espaço público. Muito mais do que um festival, o IMAGINARIUS é hoje um ponto de convergência de territórios e culturas, quer através da cooperação e colaboração entre artistas, quer ainda, pelo público nacional e internacional que visita Santa Maria da Feira para participar neste evento.

Em Santa Maria da Feira, o ecossistema cultural e criativo respira a marca IMAGINARIUS, desde os equipamentos culturais aos eventos e ao espaço público do território. As criações artísticas em residência que acontecem no IMAGINARIUS Centro de Criação, fomentam a energia criativa presente no concelho, dando lugar à criação de projetos artísticos que são levados além-fronteiras, através da participação da comunidade local, nacional e internacional.

O festival IMAGINARIUS, desde a sua primeira edição, em 2001, tem vindo a transformar a comunidade local, trazendo-a à participação em projetos de intervenção comunitária, transformando os cidadãos comuns em atores-participantes, colaborando diretamente com os artistas em criações a serem apresentadas no festival. Em resposta a este desafio, a comunidade local tem revelado um forte sentimento de pertença e identidade, presente no seu incondicional envolvimento nas atividades e projetos artísticos integrados na programação do IMAGINARIUS. Esta conexão veio originar um conjunto único de aprendizagens e reflexões geradoras de oportunidades sobre os novos rumos a seguir pelo IMAGINARIUS, tanto em potenciar a sua acessibilidade, como em apostar na sua transição digital e numa transição verde que almeje a sua sustentabilidade ambiental.

O IMAGINARIUS pretende evidenciar-se como um projeto de abrangência plural, promovendo a acessibilidade social, intelectual e física a todos os públicos, sem exceção, para que estes possam evidenciar a sua participação e fruição cultural. Neste contexto, a transição digital, que era já uma opção em fase de implementação com o intuito de alargar o alcance do festival a outros e novos públicos, com a “nova normalidade” dos tempos que correm, ganhou ainda mais sentido. Em 2021, o IMAGINARIUS conquista assim um novo espaço público, de dimensão virtual, na grande rede da world wide web. Neste âmbito, serão estabelecidas parcerias locais, nacionais e internacionais que promovam o trabalho em rede e que potenciem a difusão das criações e programação do IMAGINARIUS, através da internet, tornando o seu acesso e fruição ainda mais abrangente e plural.

Programa maio 2021 em síntese

Em 2021, o IMAGINARIUS – Festival Internacional de Teatro de Rua de Santa Maria da Feira celebra duas décadas de promoção e difusão das artes de rua, através de projetos de inovação e experimentação artística no território.

Face à “nova normalidade” imposta pelo surto pandémico que vivemos, a programação acontecerá em dois momentos únicos e distintos. Primeiro, no decurso do mês de maio, de 27 a 30, num formato híbrido, com programação alternada entre dois espaços públicos: a internet e os jardins e equipamentos culturais do território.

Em setembro, de 9 a 12, terá lugar o segundo momento, no espaço público das ruas e praças de Santa Maria da Feira, o palco natural do IMAGINARIUS, com a apresentação dos espetáculos das companhias nacionais e internacionais, já com a presença e participação de público.

A presente edição do IMAGINARIUS propõe como desafio a abordagem das temáticas do Mito e da Marca, procurando encerrar, desta forma, uma trilogia iniciada, em 2019, com o tema da Memória, que deveria ter continuado, em 2020, com o Mito e que culminaria agora com o tema da Marca.

No que se refere à temática do Mito, toda a programação foi desenhada para ser uma proposta de reflexão das várias perspetivas dos mitos e da sua interligação com as artes e com as sociedades. A partir das diversas criações e projetos de artistas e companhias nacionais e internacionais, o público será conduzido numa narrativa, digital ou física, para explorar, interpretar e sentir o imaginário do mito e dos diversos aspetos ou elementos mitológicos.

Relativamente ao tema da Marca, o desafio colocado, em 2021, aos artistas e criativos locais, nacionais e internacionais foi que contruíssem projetos artísticos para o festival, partindo da sua leitura e análise, quanto ao seu impacto no território e, acima de tudo, na forma como a marca IMAGINARIUS se foi constituindo como matriz de identidade e presença de Santa Maria da Feira no plano nacional e internacional das artes de rua e em espaço público.

A programação de 2021 procura a dialética entre o mito e a marca, representada pela dualidade entre o mundo imaginário (mito) e o mundo real (marca), numa narrativa construída para estimular a participação e fruição cultural do público, partindo da linguagem artística e criatividade dos vários artistas que participam neste festival.

Dentro destas temáticas, de 27 a 30 de maio, o público poderá usufruir de interessantes propostas culturais, de livre acesso e totalmente gratuitas, preparadas para serem apresentadas no palco virtual (digital) do IMAGINARIUS, bem como no espaço público e equipamentos de Santa Maria da Feira, como a Quinta do Castelo, o Cineteatro António Lamoso e o auditório da Biblioteca Municipal. Num ambiente virtual, que irá reproduzir as dinâmicas do festival, o público terá acesso a todas as áreas temáticas do IMAGINARIUS, onde se inclui as apresentações da Programação Principal, do IMAGINARIUS Infantil, das Criações IMAGINARIUS e do Mais IMAGINARIUS. Para além da oferta cultural, estará ainda disponível a área do Sabores IMAGINARIUS, onde, em regime de delivery/takeaway, o público poderá adquirir, online, diversos produtos da gastronomia local.

Em termos de programação, o IMAGINARIUS contará, em maio e no digital, com os seguintes projetos:

– No âmbito da Programação Principal, será apresentado um videoclipe do projeto de intervenção comunitária Sinfonia das Hortas | ORQUESTRA CRIATIVA [PT], uma Criação Imaginarius, bem como o projeto Get Ready | TWOMUCH [ES], numa iniciativa de cooperação e parceria com a rede de festivais europeus Roundabout Europe;
– No IMAGINARIUS Infantil haverá a estreia absoluta do projeto Ulisses | AUÉÉÉU – TEATRO [PT];
– Nas Criações IMAGINARIUS a estreia absoluta dos projetos selecionados no âmbito do apoio à Criação Local, o Urban Pantheon | TEATRO EM CAIXA [PT]; nas Artes Digitais, o projeto Very Very Funny | RUI PAIXÃO [PT], ANDRÉ COSTA SANTOS [PT] E MARIANA MACHADO [PT];
– No Mais IMAGINARIUS, a estreia absoluta de cinco projetos totalmente pensados para a difusão no digital: A Ciegas | COMPAÑIA ELELEI [ES], Risas de Papel | CIRCONCIENTE [MEX], Poemas com Cheirinho | FILIPE ALEXANDRE SANTOS [PT], Dandelion or the Theory of Possible Words | SOCIETAT VALENTINAS [FR], [Histórias Encaixotadas] | VARANDA TEATRO [BR];

Relativamente à programação em espaço público e/ou equipamentos municipais, em maio, o festival, deverá contar com a seguinte programação:

– Em termos de Programação Principal, a estreia absoluta de uma criação específica para o IMAGINARIUS, Subtil Prelúdio à Humanidade | SALTO – INTERNACIONAL CIRCUS SCHOOL [PT], a ter lugar no Cineteatro António Lamoso;
– Nas Criações IMAGINARIUS, os projetos de apoio à Criação Local, Despojos da Torre de Babel | ALEXANDRA COUTO [PT], PAULO PIMENTA [PT] (CACL2020) e O Cubo | ELISABETE SOUSA [PT], DIOGO MARTINS [PT] (CACL2021), duas instalações interativas que estarão patentes no verdejante espaço da Quinta do Castelo; na Arte Urbana, o projeto Auxílio no Perigo | GODMESS [PT], um mural pictórico que ficará no Quartel dos Bombeiros Voluntários da Feira em homenagem aos cem anos desta corporação; na Arte Digital, o projeto Very Very Funn |Rui Paixão, André Costa Santos, Mariana Machado [PT], uma curta-metragem em estreia no auditório da Biblioteca Municipal, seguida de conversa com artistas.

O festival em números

Em 2021, durante o mês de maio, a proposta do IMAGINARIUS – Festival Internacional de Teatro de Rua de Santa Maria da Feira contempla 171 artistas, oriundos de 5 países, para 4 dias de programação em formato híbrido, no digital e em espaço público. Neste contexto, de 27 a 30 de maio, 14 companhias/artistas apresentam 14 projetos diferentes, capazes de nos conduzir por mundos mitológicos ou reais, através de 11 projetos apresentados no palco digital e 3 projetos em formato presencial. Neste panorama global de programação,9 são estreias absolutas e 5 são estreias nacionais.

4 dias de programação
171 artistas
5 Países: Brasil, Espanha, França, México, Portugal
14 companhias/artistas
14 espetáculos/intervenções
3 ações de mediação
2 Instalações / Exposições
3 workshops
7 criações Imaginarius
9 estreias absolutas
5 estreias nacionais
48 apresentações ou intervenções artísticas
52 horas de conteúdos de programação

Programação Principal

A programação da vigésima edição do IMAGINARIUS – Festival Internacional de Teatro de Rua de Santa Maria da Feira propõe uma ousada reflexão dialética entre o Mito e a Marca, procurando juntar a simbologia da arte aos códigos do pensamento e reflexão da sociedade atual numa narrativa percecionada pelo público, a partir dos projetos e criações artísticos a serem apresentados no festival pelos diversos artistas e companhias nacionais e internacionais.

ORQUESTRA CRIATIVA [PT] / Sinfonia das Hortas
SALTO – INTERNATIONAL CIRCUS SCHOOL [PT] / Subtil Prelúdio à Humanidade

Imaginarius Infantil

O IMAGINARIUS Infantil é uma secção que procura fomentar e estimular as crianças como público e intervenientes no espaço público, através de espetáculos, workshops e experiências que proporcionarão outras formas de sentir a realidade, bem como estimularão a sua criatividade.

AUÉÉÉU – TEATRO [PT] / Ulisses

Criações Imaginarius

Apesar de todas as incertezas e constrangimentos do panorama nacional e internacional em que vivemos, o IMAGINARIUS manteve a sua aposta num programa de apoio à criação artística contemporânea para o espaço público, com a reprogramação dos projetos referentes a 2020 e a implementação de quatro novas criações nesta edição de 2021.

Adaptando-se às novas circunstâncias, o festival otimizou o seu empenho na transição digital, com uma chamada de apoio para dois projetos originais, pensados de raiz para serem apresentados exclusivamente no digital (online). Esta aposta permitiu a inclusão de novas disciplinas e, simultaneamente, retomou a sua umbilical ligação da arte urbana com o espaço público, procurando promover a transição verde do festival como reforço do papel que o IMAGINARIUS tem na consciencialização e sensibilização do público para as questões da sustentabilidade e da preservação do património ambiental.

TEATRO EM CAIXA [PT] / URBAN PANTHEON
ALEXANDRA COUTO [PT], PAULO PIMENTA [PT] / Despojos da Torre de Babel
ELISABETE SOUSA [PT], DIOGO MARTINS [PT] / O Cubo
RUI PAIXÃO [PT], ANDRÉ COSTA SANTOS [PT], MARIANA MACHADO [PT] / Very Very Funny
GODMESS [PT] / Auxílio no Perigo

Mais Imaginarius

Na vigésima edição do festival, o Mais IMAGINARIUS desafiou os artistas e criativos nacionais e internacionais no sentido de apresentarem projetos artísticos para serem enquadrados na programação digital do festival. Os projetos selecionados serão apresentados via streaming para serem avaliados por um júri independente, composto por personalidades ligadas ao ensino artístico e/ou à direção de festivais nacionais e internacionais.

Assumindo-se como plataforma internacional de experimentação para artistas emergentes, o concurso MAIS IMAGINARIUS selecionou 5 projetos de 5 nacionalidades e disciplinas diferentes – circo, teatro, dança, música e spoken word –, conjugando a tecnologia ao contexto do mundo virtual.

A seleção do vencedor da competição deste ano será efetuada pela votação do júri e do público.

O vencedor será convidado a criar, em residência, um novo espetáculo para estreia na próxima edição do IMAGINARIUS a realizar-se em 2022.

COMPAÑIA ELELEI [ES] / A Ciegas
CIRCONCIENTE [MEX] / Risas de Papel
FILIPE ALEXANDRE SANTOS [PT] / Poemas com Cheirinho
SOCIETAT VALENTINAS [FR] / Dandelion or the theory of possible words
VARANDA TEATRO [BR] / [Histórias Encaixotadas]

Ligações

Envolvido no ecossistema de produção cultural internacional, o IMAGINARIUS integra alguns projetos de cooperação em rede. Nesta edição, o Festival acolhe e promove o projeto Orfeo & Majnun, na dimensão de coprodução e criação artística. Ainda no quesito de criação e apoio à mobilidade, o festival apresenta Get Ready, da companhia Two Much, fruto de um processo de mentoria e criação em residência, desenvolvido no âmbito do projeto Roundabout Europe.

TWOMUCH [ES] / Get Ready

Mediação

A Mediação cultural apresenta-se como um dos eixos estruturais do IMAGINARIUS. Progressivamente, procura apoiar e programar projetos integrados que mobilizem os agentes culturais, gerem sentido de pertença do público e, em última instância, através de um impacto artístico efetivo ou social afetivo, deixem um lastro na comunidade local.

Em especial nesta edição, num processo de transformação das limitações em oportunidades, dá relevo às abordagens criativas, levando a comunidade para dentro dessa esfera, seja através da abertura do espaço íntimo a um “espaço-tempo” social, seja pela adaptabilidade intrinsecamente criativa ou fantasiosa, para a realização de projetos e atividades de cariz e/ou envolvência comunitária.

ELISABETE SOUSA [PT], DIOGO MARTINS [PT] / O Cubo – Apresentação do processo de criação + Conversa com os artistas
TEATRO EM CAIXA [PT] / Workshop “Da Tragédia à Comédia – As Máscaras do Pantheon”
BALLET CONTEMPORÂNEO DO NORTE [PT] E ANA MIRA [PT] / Workshop “Traçar uma Tangente entre a Dança e a Filosofia”